Topo

GAITAÇO

enviado por Web Rádios em 13/08/2014 14:33

GAITAÇO

Associação Cultural de Radiodifusão Comunitária Itatibense, entidade responsável pela execução do serviço de rádio comunicação comunitária de Itatiba do sul RADIO CULTURA FM 98.1 Cadastrada como Produtor Cultural junto a secretaria estadual da cultura, após conquista do ponto de cultura com o programa GAITAÇO; obtendo a décima segunda pontuação no segmento; agora através do edital SEDAC nº 11/2013, onde apresentou o projeto “O Resgate da Cultura de uma Comunidade Regional, Submersa pela Usina Hidroelétrica Foz do Chapecó” conquistou o primeiro lugar no estado com 94 pontos dos 100 possíveis no segmento, Desenvolvimento da Economia da Cultura FAC (fundo de amparo a cultura)Sociedade Civil, Produção de vídeo e Pesquisa e documentação: Patrimônio cultural imaterial, que objetiva promover a qualificação ao Apoio ao Registro e a Memória, através do resgate histórico e cultural das comunidades ribeirinhas atingidas pela construção da Usina Hidroelétrica Foz do Chapecó, visando o desenvolvimento do progresso regional. O qual será desenvolvido no estado do Rio Grande do Sul, nos municípios de: Itatiba do sul, Barra do Rio Azul, Erval Grande, Faxinalzinho, Nonoai Rio dos Indios e Alpestre. 
O projeto “O Resgate da Cultura de uma Comunidade Regional, Submersa pela Usina Hidroelétrica Foz do Chapecó” tem por mérito e relevância cultural incentivar, divulgar e valorizar a cultura de uma comunidade regional, submersa com a construção da Usina Hidroelétrica Fóz do Chapecó, através do seu resgate por meio da produção de vídeo documentário.
Objetivos: 1-Resgatar os diversos tipos de culturas existentes nas comunidades atingidas pela Usina Hidroelétrica Fóz do Chapecó. 2-Resgatar o processo de discussão regional a cerca da necessidade de construção da Usina Hidroelétrica Fóz do Chapecó ao progresso regional,3- Estimular a criação de um acervo cultural imaterial no SUTRAF de Itatiba do Sul, 4-colher depoimento de antigos moradores atingidos pela Usina.
Serão desenvolvidos 3 encontros regionais para reunir as famílias desalojadas da área de construção da Usina e colher o relato sobre o impacto na cultura das comunidades dos moradores ribeirinhos do lago da Usina ao documentário. 
Os sindicatos dos Trabalhadores Rurais e SUTRAFs dos municípios citados serão os maiores parceiros do projeto desenvolvendo atividades em conjunto. 
O valor recebido é de RS 50.000,00 (cinquenta mil reais) para desenvolver o projeto no prazo de um ano a partir de 25 de julho de 2014.
Para o coordenador do projeto senhor Carlos Zucchi que também foi presidente do Comitê Municipal de Negociação dos Atingidos pela Barragem: “Não se trata de ser contra ou a favor da construção da referida Barragem, mas como descrito no projeto o objetivo é coletar informações bem como as manifestações da população e registrar através do documentário e disponibilizar o material no acervo para a população” concluiu Zucchi.

Comentários:

Deixe seu comentário:

Publicidades

© Desenvolvimento: www.windesigner.com.br